segunda-feira, 25 de abril de 2011

Conhecer-te-ei

E a falta que tua voz me faz,
constante ausência ao meu lado.
Marcadas no tempo de nossas saudades,
as vontades de encontrar-te um dia,
e que faças parte de meu dia-a-dia.

Sorria, meu bem.
Teu sorriso é tão belo para guardá-lo.
Me conheças enfim, para notar o quanto te quero bem.
E que eu só confirme em ti as crenças que já tenho:
A doçura natural
de um olhar normal, sem pefeições,
Mas que guarde na alma o dom de conquistar,
que me faz ficar aqui,
perto da gente.

3 comentários:

  1. Suuuper Lindoo! Adoreeei!
    Como sempre... tá de Parabéns.!

    ResponderExcluir
  2. Pôxa...

    "A doçura natural
    de um olhar normal, sem pefeições,
    Mas que guarde na alma o dom de conquistar,
    que me faz ficar aqui,
    perto da gente."

    Adorei!

    ResponderExcluir
  3. Essa saudade que as palavras insistem em querer mostrar ao mundo, um dia,ou mata o poeta, ou o livra de toda dor.

    ResponderExcluir