sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Meu trevo

Via pedras e folhas secas,
sentia angústias...
Insegurança...

Encontrei o meu trevo.
Não o famoso de quatro folhas,
aquele com três que me bastava.

Três folhas essenciais.

A primeira, a Maior de todas,
Medrosa na expressão, Maravilhosa, Menina, Maria...

A segunda, tão Branda, tão Bonita,
dentro e fora...
Tão Doce, ainda que doce não comece com B, Tão Brenda...

A terceira, de olhar pesado, Gentil ao acaso,
e até Graciosa, Gigante que surge na pequenês, Gabriella...

Não me apressarei para a quarta folha,
três me bastam.

7 comentários:

  1. MEU DEUS, QUE LINDO!
    Levei um choque quando li, rere.

    Owwwwn, chorei, mon amour.

    Tua poesia é a mais bela.

    Beijos no coração. :*

    ResponderExcluir
  2. Como você é lindo!
    Primeiramente me assustei depois veio a emoção... Que surpresa linda ser uma pequena parte do seu trevo.
    Mil beijos seu lindo.

    ResponderExcluir
  3. Eu gosto assim, bem simples.
    Afinal, que quatro folhas verdes, que nada.
    Sorte é poder chamar alguém de amigo, e ser chamado de volta. :)

    seu lindo.

    ResponderExcluir
  4. Me surpreendi com a fluidez do texto... Acabei vagando junto com as palavras... Gostei. ^^

    Ganhou um seguidor. xD

    Eu tenho um blog tbm... Passa la se tiver tempo e me segue tbm se gostar do que encontrar la...

    http://codignolle.blogspot.com/

    Abraço o/

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito e estou seguindo (=
    Beijos ;*

    bellanogueiira.blogspot.com

    ResponderExcluir